terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Bossa-Filmes e 360°GrausRecords apresentam: Dr. Caligari em "Cinema Em Casa"

-

Bossa-Filmes foi convidado pelo produtor de hip-hop DJ Caique para a produzir o vídeo da música “Cinema Em Casa” lançada no disco “É o Terror” do Dr. Caligari [2008 - 360°GrausRecords, Creative Juices]. Como o argumento rendia uma homenagem ao cinema e seus realizadores, Thiago Mello compilou mais de uma centena de fragmentos de filmes e inseriu entre as imagens do Dr. Caligari. O resultado é esse.

Dr. Caligari: “Cinema em Casa” [produzido por DJ Caique] video de Thiago Mello, 2008 - 360°GrausRecords + Bossa-Filmes

Agradecimentos: Sérgio Leone, Akira Kurosawa, Stanley Kubrick, Alfred Hitchcock, Glauber Rocha, Georges Millier, Stephen Spilberg, Bruce Lee, Roman Polanski, Rob Reiner, George Lucas, Charles Chaplin, Ridley Scott, Jack Nicholson, Dario Argento, Peter Yates…

Wilson das Neves "...in Brasil it is called Samba"

-

Mais um pouco do filme “Brasilintime”, agora com Wilson das Neves, um dos maiores músicos da história da nossa música, destilando a bossa perfeita.

"Brasilintime: Batucada com Discos"

-

Trailer do filme “Brasilintime: Batucada com Discos” da Mochilla Filmes, as imagens falam por si, ao sobrepor o pandeiro a um toca discos, mostrando que não há fronteiras para o som, não há estilos que não possam se corresponder e nem diferentes gerações que não possam se enriquecer mutuamente, quando caem os preconceitos e as fórmulas. Entre os músicos participantes, monstros como Wilson das Neves, Paul Humphrey, Mamão e mestres dos dias atuais como DJ Nuts e Madlib.

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Wilson das Neves canta "Último Desejo" de Noel Rosa

-

O grande mestre da percussão brasileira, Wilson das Neves canta “Último Desejo” de Noel Rosa em cena do filme “Noel, Poeta da Vila”, dirigido por Ricardo Van Steen em 2006. Baseado na excelente biografia escrita por João Máximo e Carlos Didier, o filme tem no elenco Rafael Raposo, em uma boa caracterização como Noel Rosa, Camila Pitanga no papel de Ceci e Flávio Bauraqui no papel de Ismael Silva, além de Wilson das Neves, Jonathan Haagensen no papel do sambista Cartola e Carol Bezerra como a cantora Araci de Almeida. Nas telas, a vida do Poeta da Vila Noel Rosa rendeu um belo filme, como vemos nesta bela cena.

Grande Otelo 1957 "Mágoa de Sambista"

-

Perfeição com Grande Otelo cantando “Mágoa de Sambista” belíssimo samba composto por Zé Keti para o filme “Rio Zona Norte” produção dirigida pelo mestre Nelson Pereira dos Santos, em 1957 com participação na cena de Jece Valadão e Paulo Goulart. Editado digitalmente e postado por nosso canal no youtube.com bossabrasileira.

Vicente Celestino 1946 "Porta Aberta"

-

O grande Vicente Celestino canta “Porta Aberta” de sua autoria, no filme “O Ébrio”, enorme sucesso do cinema nacional rodado em 1946 e dirigido por Gilda de Abreu, pioneira diretora do nosso cinema, na época esposa de Vicente Celestino.

Lupicínio Rodrigues e a história de "Nervos de Aço"

-

Momento mágico com o mestre Lupicínio Rodrigues cantando um trecho do seu grande sucesso “Nervos de Aço” e contando a história dessa música, em cena de um programa da TV Tupi, gravado nos anos 70.

Eliana Macedo 1955 "Primavera no Rio"

-

Eliana Macedo canta o belíssimo samba “Primavera no Rio”, clássico de João de Barro, o “Braguinha”, no filme “Sinfonia Carioca” dirigido em 1955, pelo tio da cantora/atriz, o diretor Watson Macedo. Postado pelo excelente user canalmemória, nossos agradecimentos.

Carminha Mascarenhas 1956 "Toada do Beijo"

-

Carminha Mascarenhas canta a “Toada do Beijo” de Raul Mascarenhas em uma cena da comédia musical “Quem Sabe, Sabe”, lançada em 1956 e dirigida por Luiz de Ramos.

Dóris Monteiro, Adoniran Barbosa & Mazzaropi 1955 "A Carrocinha"

-

Cena do filme “A Carrocinha”, lançado em 1955, dirigido por Agostinho Martins Pereira e estrelado pelo comediante Mazzaropi. A trilha musical traz canções e arranjos orquestrais do maestro Henrique Simonetti. Em cena além de Mazzaropi, estão atuando a grande cantora Dóris Monteiro e o sambista Adoniran Barbosa. Histórico.

Zé do Norte 1953 "Lua Bonita"

-

Canção “Lua Bonita”, interpretada por Zé do Norte, dele e de Zé Martins, em cena do filme “O Cangaceiro” dirigido por Lima Barreto em 1953. Clássico do cinema nacional o filme fez grande sucesso e levou dois prêmios no festival de Cannes daquele ano, o de melhor filme internacional na categoria “aventura” e um prêmio especial para a trilha sonora de Gabriel Migliori, além da indicação para o grande prêmio de melhor filme. Grande filme de um grande diretor, valorizado pelo texto escrito com colaboração de Raquel de Queiroz, e pelas atuações de Alberto Ruschel, Marisa Prado, Vanja Orico, Adoniran Barbosa, Milton Ribeiro entre outros.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Elizeth Cardoso com o maestro Radamés Gnattali 1975 "As Pastorinhas"

-

Perfeição com Elizeth Cardoso cantando “As Pastorinhas” marcha de Noel Rosa e João de Barro, o “Braguinha” com orquestra dirigida por Radamés Gnattali em um especial da TV Globo gravado em 1975.

Documentário Trio Irakitan - 4° Parte

-

Quarta parte do excelente documentário sobre o Trio Irakitan, gravado do Canal Brasil e postado pelo user duvaldorneles. Nosso imenso obrigado por compartilhar este material. O enfoque são os filmes em que participaram como cantores e atores - entre as cenas o trecho antológico do Edinho cantando e tocando harpa em uma teia de aranha - e outras histórias enfocando a carreira do Trio Irakitan.

Documentário Trio Irakitan - 3° Parte

-

Terceira parte do excelente documentário sobre o Trio Irakitan, gravado do Canal Brasil e postado pelo user duvaldorneles. Nosso imenso obrigado por compartilhar este material. Há histórias, músicas como “Agora É Cinza” de Bide e Marçal, e trechos de filmes percorrendo toda a carreira do Trio Irakitan.

Documentário Trio Irakitan - 2° Parte

-

Segunda parte do excelente documentário sobre o Trio Irakitan, gravado do Canal Brasil e postado pelo user duvaldorneles. Nosso imenso obrigado por compartilhar este material. Neste segmento há um trecho em que Gilvan Bezerril conta sobre sua admiração por Nat King Cole, com quem gravaram um disco, além de muitas outras histórias, músicas e trechos de vídeos percorrendo toda a carreira do Trio Irakitan.

Documentário Trio Irakitan - 1° Parte

-

Primeira parte do excelente documentário sobre o Trio Irakitan, gravado do Canal Brasil e postado pelo user duvaldorneles. Nosso imenso obrigado por compartilhar este material. Há depoimentos do integrante original Gilvan Bezerril e de Ricardo Cravo Albim, além de muitas histórias, músicas e trechos de vídeos percorrendo toda a carreira do trio.

Emilinha Borba & Lourdinha Bittencourt 1949 "Quando Penso na Bahia"

-

Trecho do filme “Poeira de Estrelas” dirigido por Moacyr Fenelon, em 1949. No segmento Emilinha Borba e Lourdinha Bittencourt cantam “Quando Eu Penso na Bahia” samba dos mestres Ary Barroso e Luiz Peixoto. No final ainda há a participação do ator Duarte de Moraes. Obrigado novamente ao user canalmemória.

Dalva de Oliveira 1952 "Estrela do Mar"

-

Também do user canalmemória, este fragmento do filme “Tudo Azul” de Moacyr Fenelon, produzido em 1952, com a grande Dalva de Oliveira cantando “Estrela do Mar”, marcha clássica dos mestres Marino Pinto e Paulo Soledade. Perfeição!

Nora Ney & Jorge Goulart 1973 "Quando Eu Me Chamar Saudade"

-

Perfeição, de Nelson Cavaquinho e Guilherme de Brito “Quando Eu Me Chamar Saudade”, lindo samba na voz dos bambas Nora Ney e Jorge Goulart, casal que fez história em nossa música popular, em trecho do programa Sambão, exibido pela TV Record em 1973. Obrigado ao excelente user canalmemória por este e outros videos postados.

Ismael Silva e o Samba!

-

O programa Arquivo N da Globo News resgatou este depoimento de Ismael Silva, no programa Brasil Especial de 1977, com direção de Fernando Faro. Ismael conta com propriedade sobre um momento de transição do samba e sobre a formação das primeiras “Escolas de Samba”, chamando para si, a criação do termo. Depois Roberto Ribeiro canta um trecho de um clássico de Ismael Silva: “Nem É Bom Falar”. Há também no início do segmento, um trecho do primeiro samba gravado, “Pelo Telefone” de Donga e Mauro de Almeida; e no final outro de “Se Você Jurar” de Ismael Silva, Nilton Bastos e Francisco Alves. Obrigado ao user calulinho por postar este video.

domingo, 9 de novembro de 2008

Meirelles & Dom Salvador Trio 1966 "O Barquinho"

-

Em 1966 foi apresentado na Alemanha o show Folklore & Bossa Nova, transmitido pela TV, gravado e disponibilizado em diversos fragmentos por users amantes da bossa mundo afora. Aqui o mestre J. T. Meirelles se junta ao mestre Dom Salvador e seu Trio, tocando “O Barquinho” de Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli.

Meirelles & Dom Salvador Trio 1966 "Não Tenho Lágrimas"

-

Apresentação na TV Européia de J. T. Meirelles e do Dom Salvador Trio na década de 60 no show Folklore & Bossa Nova, tocando “Não Tenho Lágrimas”, samba clássico de Max Bulhões e Milton de Oliveira. Obrigado ao user que postou o vídeo, e viva a bossa!

Vinicius de Moraes & Antônio Carlos Jobim 1977 "Se Todos Fossem Iguais a Você"

-

“...Existiria a verdade, verdade que ninguém vê... Se Todos Fossem no Mundo Iguais a Você...”

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Vininha & Tonzinho...

-

“Pela Luz dos Olhos Meus” e o conto da garrafa... Cena do filme Vinicius de Miguel Faria Jr.

Elizeth Cardoso & Raphael Rabello 1989 "Todo o Sentimento"

-

Perfeição com Elizeth Cardoso e o grande e saudoso violonista Raphael Rabello, interpretando em 1989 na TV Cultura, a música “Todo o Sentimento” de Chico Buarque de Hollanda e Cristóvão Bastos. Esta foi a canção título do disco que Elizeth gravou ao lado de Raphael Rabello neste ano, e o vídeo é o registro de uma de suas últimas apresentações ao vivo.

Elizeth Cardoso & Zimbo Trio 1970 "Sei Lá Mangueira!"

-

Registro da TV Cultura feito em 1970, com Elizeth Cardoso cantando ao lado do grande Zimbo Trio, “Sei Lá Mangueira!” clássico dos bambas Paulinho da Viola e Hermínio Bello de Carvalho. Fantástico!

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Trio Nagô 1957 "Saudades da Bahia"

-

O grande Trio Nagô, um dos mais importantes conjuntos vocais na história da música popular brasileira, formado pelo cantor e compositor Evaldo Gouveia ao lado de Mário Alves e Epaminondas de Souza. Aqui eles aparecem cantando “Saudades da Bahia” de Dorival Caymmi em breve cena do filme “Chico Fumaça” dirigido por Victor Lima, com arranjos para orquestra de Radamés Gnattali, filme produzido e estrelado por Mazzaropi em 1957. Postado pelo nosso canal bossabrasileira no youtube.

Neusa Maria 1957 "Nova Ilusão"

-

A elegante Neusa Maria, uma das preferidas aqui da casa, cantando “Nova Ilusão” de Luiz Bittencourt e José Menezes, arranjos para orquestra de Radamés Gnattali. A cena é do filme “Chico Fumaça” de Victor Lima, produzido e estrelado por Mazzaropi em 1957. Postado também por nós aqui no canal bossabrasileira do youtube.

Zezé Gonzaga 1957 "Linda Flor"

-

Zezé Gonzaga canta “Linda Flor” de Henrique Vogeler, Luiz Peixoto e Marques Porto em cena do filme “Chico Fumaça” de Victor Lima, arranjos para orquestra de Radamés Gnattali, estrelado por Mazzaropi em 1957. Postado por nós mesmos: bossabrasileira nosso canal no youtube.

Cascatinha & Inhana "Meu Primeiro Amor"

-

Perfeição com o duo mais singelo na história da nossa música: Cascatinha & Inhana em cena de um especial na TV Cultura, nos anos 70, cantando seu grande sucesso “Meu Primeiro Amor” guarânia paraguaia de Jimenez, Fortuna em versão em português de Pinheirinho, grande sucesso no início da década de 50. Histórico e belissímo... de chorar a beleza dessa música! Viva o nosso Brasil que nos deixou um legado musical tão rico e belo!

Duo Ouro Negro "O Menino de Braçanã", "Mulowa" & "Ce Palmier"

-

O Duo Ouro Negro fez muito muito sucesso no final da década de 50 e início da década de 60. Raul Indipwo e Milo eram angolanos, mas estouraram na Europa, os dois primeiros discos do duo, em 1959, foram gravados em Portugal com a participação do mestre Sivuca e seu Conjunto em todas as faixas. Não sei se chegaram a se apresentar aqui no Brasil, mas o registro é histórico e a música que eles faziam era lindíssima... Vozes em harmonia perfeita num caldeirão sonoro global, apontando para o futuro, onde entravam elementos da música africana, francesa, portuguesa e brasileira. E a dancinha no palco é pra lá de engraçada... Interpretam “O Menino de Braçanã” canção brasileira de Luiz Vieira e Arnaldo Passos, “Mulowa” e “Ce Palmier” em imagens da TV Portuguesa registradas nos anos 60. Obrigado ao user gusyverde que postou esta e outras raridades, vale a pena conferir.

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Maria Bethânia canta "Poema dos Olhos da Amada" de Vinicius de Moraes e Paulo Soledade

-

Perfeição com Maria Bethânia cantando de Vinicius de Moraes e Paulo Soledade, Poema dos Olhos da Amada”, em cena do especial Ensaio da TV Cultura, que enfocou a cantora em 1993. “...Ó minha amada de olhos ateus... quem dera um dia quisesse Deus... Eu visse um dia... o olhar mendigo da poesia nos olhos teus...” Sem palavras!

Maria Bethânia 1983 "Brincar de Viver"

-

Perfeição com Maria Bethânia cantando Brincar de Viver”, composição de Guilherme Arantes, no especial infantil da TV Globo Plunct Plact Zum!, produzido em 1983. Quem cresceu nos anos 80 sabe... é impossível não se emocionar... “...Como sou feliz eu quero ver feliz quem andar comigo!”

Gonzaguinha & Maria Bethânia "Explode Coração"

-

Perfeição com Gonzaguinha e Maria Bethânia, cantando Explode Coração” composição belíssima de Gonzaguinha, em cena de um especial da TV Globo no início dos anos 80. “...já que o brilho desse olhar foi traidor, entregou o que você tentou conter, o que você não quis desabafar e me cortou... Chega de temer, chorar, sofrer, sorrir, se dar... e se perder e se achar... e tudo aquilo que é viver... eu quero mais é me abrir e que essa vida entre assim... como se fosse o sol desvirginando a madrugada...” Sem palavras!

Maria Bethânia "Soneto do Amor Total" de Vinicius de Moraes

-

Perfeição com Maria Bethânia declamando o Soneto do Amor Total” de Vinicius de Moraes, em mais trecho do filme Vinicius de Miguel Faria Jr. “...e de te amar assim muito e amiúde é que um dia em teu corpo, de repente, ei de morrer de amar mais do que pude!”

Vinicius de Moraes "Além do Amor"

-

Perfeição com Vinicius de Moraes cantando Além do Amor” em trecho do filme Vinicius de Miguel Faria Jr. “Se tu queres que eu não chore mais, diga ao tempo que não passe mais. Chora o tempo o mesmo pranto meu, ele e eu, tanto. Que só para não te entristecer, que fazer, canto. Canto para que te lembres quando eu me for...”

Chico Buarque de Hollanda "Medo de Amar"

-

Perfeição com Chico Buarque de Hollanda, ao violão cantando Medo de Amar” do mestre Vinicius de Moraes. Em trecho do belo filme Vinicius de Miguel Faria Jr.

"Eu Te Amo" com Chico Buarque de Hollanda, Antônio Carlos Jobim & Telma Costa

-

Perfeição com Chico Buarque de Hollanda, Antônio Carlos Jobim & Telma Costa, em uma apresentação arrepiante da música Eu Te Amo”, composição de Chico e Jobim, em imagens gravadas no início dos anos 80. “...Se entornaste a nossa sorte pelo chão. Se na bagunça do teu coração. Meu sangue errou de veia e se perdeu...” Sem palavras!!

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

João Gilberto "Eu Sei Que Vou Te Amar"

-

Perfeição com “Eu Sei Que Vou Te Amar” de Vinícius de Moraes e Antônio Carlos Jobim, na voz e no violão de João Gilberto. “...e cada verso meu será pra te dizer que eu sei que vou te amar por toda a minha vida... ....a espera de viver ao lado teu por toda a minha vida...”

sábado, 4 de outubro de 2008

Zumba Cinco em 1966

-

Participação especial do Zumba Cinco interpretando “Moça do Biquíni Azul” de Mário Castro Neves e Vica Gifoni, em cena do filme “Rio, Verão e Amor”, comédia de Watson Macedo rodada em 1966. O Zumba Cinco era formado por Ernesto Ribeiro na guitarra e arranjos, Fernando Maxnuk no vibraphone, Ivan Boticelli no piano, Annibal Ribeiro no baixo e Antonio Carlos Leite na bateria.

Antônio Carlos Jobim & Gerry Mullingan 1960 "Samba de Uma Nota Só"

-

Imagens raras do início dos anos 60 com Antônio Carlos Jobim e Gerry Mulligan, em Nova York ensaiando “Samba de Uma Nota Só”, parceria de Jobim e Newton Mendonça. A imagem é clara, o jovem Jobim ensina o veterano do jazz, e este com dificuldade tenta entrar no groove... no final, o brasileiro ainda diz ao americano: “You got it!”...

Edu Lobo 1966 "Upa Neguinho"

-

Mais um segmento do show Folklore & Bossa Nova, na Alemanha em 1966. Desta vez Edu Lobo canta “Upa Neguinho” - sua parceria com Gianfrancesco Guarnieri - ao lado de Rubens Bassini e Jorge Arena na percussão, Sérgio Barroso no baixo, Dom Salvador no piano, Chico Batera na bateria e J. T. Meirelles na flauta.

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Nora Ney 1973 "Obra Prima"

-

Mais um vídeo postado pelo user videoraridade: desta vez a grande Nora Ney cantando “Obra Prima” um belo samba-canção de Lúcio Cardim e Norberto Pereira. As cenas foram gravadas pela TV Record nos anos 70, provavelmente no programa da divina Elizeth Cardoso, com o acompanhamento do Regional do Caçulinha. Uma beleza!

Carmen Miranda & O Bando da Lua em 1949, no Ed Wynn Show

-

Mais um segmento raro em imagens e som com o Bando da Lua [destacando a presença do Russo do Pandeiro, além claro, da voz e violão do Aloysio de Oliveira] acompanhando Carmen Miranda no Ed Wynn Show da TV CBS, nos Estados Unidos no ano de 1949. Carmen com sua simpatia podia soar até como o personagem Carlitos, brincando e fazendo caricatura de si mesma, que encava. Mas o segmento mostra bem mais do que isso. No final ela dispara: “Vou cantar uma agora em português e vocês não vão entender nadinha...” o sambão pega forte e ela mostra sua qualidade de artista e o porquê encantou tanto os brasileiros, os americanos e continua a encantar o mundo todo. Até hoje.

Carmen Miranda Censurada!

-

Cena deletada do filme “Sonhos de Estrela” - ou no original “Doll Face” - produção norte-americana dirigida por Lewis Seiler em 1946 para a Twenty Century-Fox. Carmen Miranda e o Bando da Lua cantam “True to The Navy”. Conta-se que a própria marinha americana pediu a retirada da cena do filme, achando inadequada a associação de militares com a sensualidade dos artistas brasileiros, logo após o final da segunda guerra. Uma pena... a música é boba, mas a cena é um barato. Para saber mais do episódio - e claro, também sobre a fantástica história da nossa “bombshell” - vale a leitura da biografia de Carmen Miranda escrita por Ruy Castro, lançada pela editora Cia. das Letras. Obrigado ao user DoniSacramento que postou estas imagens raras.

João Gilberto "Feitiço da Vila"

-

João Gilberto interpreta “Feitiço da Vila” parceria do mestre Noel Rosa, com o píanista Vadico, a cena faz parte de um especial da TV Cultura, gravado talvez nos anos 80. Perguntaram por que não havia mais vídeos dele no nosso blog, realmente precisamos preencher esta lacuna. Para tanto, trazemos então esta fantástica versão do clássico de Noel, na mansidão paradoxal... como só o Joãozinho sabe fazer...

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Dóris Monteiro 1955 "Céu Sem Luar"

-

Dóris Monteiro canta “Céu Sem Luar” composição de Henrique Simonetti, em cena do filme “A Carrocinha”, lançado em 1955, dirigido por Agostinho Martins Pereira e estrelado pelo comediante Mazzaropi. A trilha musical traz canções e arranjos orquestrais do maestro Henrique Simonetti, italiano de nascimento mas brasileiro de coração. No filme Dóris Monteiro, também bela atriz, é a protagonista ao lado do cão Duque - na cena com ela.

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Altamiro Carrilho interpreta "Carinhoso" de Pixinguinha

-

O grande mestre da flauta Altamiro Carrilho interpreta magistralmente o choro “Carinhoso” do gênio Pixinguinha. Infelizmente no registro postado o som está um pouco baixo, mas vale a pena aumentar o volume... Sem palavras.

Trio Irakitan 1957 "Agora É Cinza"

-

Cena do filme “Absolutamente Certo”, comédia dirigida pelo ator-diretor Anselmo Duarte e estrelada por Dercy Gonçalves em 1957, com o Trio Irakitan interpretando o clássico “Agora É Cinza” da dupla de sambistas Bide e Marçal. O segmento tem cortes interessantes e a interpretação da música é uma beleza!

Cinema de Gênios: Rogério Duprat & Walter Hugo Khouri

-

Cinema de gênios com o diretor Walter Hugo Khouri e o compositor Rogério Duprat. O filme é Eros”, produção de 1981, rodada em São Paulo, com um grande elenco de estrelas. São os primeiros 5 minutos do filme; imagens e som em perfeição cinematográfica. Na abertura, a trilha assinada por Duprat é executada pela Traditional Jazz Band. Uma aula de cinema...

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Dorival Caymmi & Silvio Caldas

-

Encontro histórico de dois “montros” da nossa música: Silvio Caldas e Dorival Caymmi. Em dois momentos promovidos pelo programa Fantástico da TV Globo, na década de 70. Cantam além de músicas de Caymmi, algumas canções imortais do também mestre Ary Barroso. As cenas foram reunidas pelo programa Arquivo N, transmitido no canal Globo News.

Cartola canta "O Mundo É Um Moinho"

-

Trecho do belo filme “Cartola” lançado em 2007, com direção Lírio Ferreira e Hílton Lacerda. Hermínio Bello de Carvalho comenta sobre o reencontro do compositor, com seu pai e na cena histórica gravada nos anos 70, Cartola ao lado do pai, canta a clássica O Mundo É Um Moinho” de sua autoria.

Gilberto Alves 1958 "Você É Demais"

-

Gilberto Alves foi um grande sambista, figura simpática de voz marcante, aqui ele aparece canatando o fraco samba Você É Demais”, de Sebastião Gomes e Braga Filho, em cena do filme “É de Chuá”, produção de 1958, com direção de Victor Lima. Apesar do samba pouco inspirado, este trecho é o registro histórico de imagens em movimento de um artista importante na história da nossa música popular.

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Ademilde Fonseca, Waldir Azevedo & Regional do Caçulinha

-

O mestre do cavaquinho Waldir Azevedo e o Regional do Caçulinha, convidam a grande Ademilde Fonseca para uma apresentação na TV Record, no final da década de 60. Interpretam um apanhado de canções como “Brasileirinho” [Waldir Azevedo], “Apanhei-te Cavaquinho” [Benedito Lacerda, D. Silva, Ernesto Nazareth], “Tico-Tico no Fubá” [Eurico Barreiros, Zequinha de Abreu] e Urubu Malandro” [Lourival de Carvalho “Louro”, João de Barro]. Coisa fina!

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Sivuca 1969 "Céu e Mar"

-

Depois de uma breve pausa, voltamos às atividades trazendo imagens do mestre Sivuca, um dos grandes músicos brasileiros de todos os tempos, interpretando “Céu e Mar” do não menos grande Johnny Alf. Em uma versão eletrizante, gravada em 1969 na Suécia, com a participação do conjunto do clarinetista Putte Wickman. Coisa fina.

domingo, 17 de agosto de 2008

Dorival Caymmi Eterno!

-

“...por que de Amor para entender, é preciso Amar...”

Dorival Caymmi & Gal Costa no programa Fantástico da TV Globo em 1981, cantando “Só Louco”. Um viva ao poeta-cantor que cantou o amor... e amou como só os “loucos” amam...

terça-feira, 12 de agosto de 2008

Thiago Mello "Luz" [360GR / Bossa-Filmes]

-

“Luz” música, instrumentos e samplers: Thiago Mello. Masterização: DJ Caique. Edição de imagens: Thiago Mello /2008 - Bossa-Filmes & 360°GrausRecords. Postado por bossabrasileira.

“...Que é só o Amor que é forte para orientar-te e dar esperança para tantos que te seguem os passos / ...Já meditaste na doce e misteriosa “Mão de Deus” que te sustenta o sono? / ...Criar uma epopéia de Amor em torno de teu nome / As boas obras são frases de Luz que endereças à Humanidade inteira...” - trechos de mensagens de Emmanuel, na voz de Francisco Cândido Xavier, gravadas em 1967.

“O teu véu divino e silencioso é um pedaço do céu que se abrirá para nós dois / Neste universo pequeno e fácil de decorar, como um verso.” - trecho do poema “Encantado” de Guilherme de Almeida, na voz do próprio em gravação de 1955.

Imagens editadas dos filmes: “The Tibetan Book of Dead” [direção de Y. Hayashi], “Microcosmos” [direção de C. Nuridsany & M. Pérennou] e “Onze Tuin” [Prelinger Archives].

Thiago Mello / 360°GrausRecords & DJ Caique

trecho do documentário "Maysa" [2009 Bossa-Filmes]

-

Trecho do documentário independente “Maysa”, de Thiago Mello, em fase de produção, com previsão de lançamento em 2009. Bossa-Filmes / “Quando Vem a Saudade” letra e música de Maysa / RGE - 1956 / Fotografias e imagens: arquivo familiar.


"...ando ouvindo calado este som do passado..." Guinga

-

Uma das músicas mais lindas que já escutei na vida, dedicada aqui a quem me fez chorar por descobrir o que eu descobri... ouvindo esta música.

Música: “Que Nem Manequim” de Maurício Tapajós e Paulo Cesar Pinheiro, por Guinga. Edição e Imagens: Marcio Tapajós, obrigado por postar.

Sem palavras.

"O Medo" Dr. Caligari [360°GR / Bossa-Filmes]

-

Bossa-Filmes apresenta “O Medo”, vídeo produzido em 2007, música de Dr. Caligari, produção de DJ Caique para a 360°GrausRecords. Presente no disco “É o Terror” [360GR0005], com lançamento previsto para Agosto de 2008. O vídeo foi produzido por DJ Caique e Thiago Mello, com edição de imagens por Thiago Mello para Bossa-Filmes. A música também conta com a participação mais que especial da grande Maysa, no sampler da música “Tema de Simone”, gravação de 1973, em imagens editadas a partir de um especial da TV Bandeirantes, gravado em 1976.

PH2 & DJ Caique "O Andarilho" [360°GR / Bossa-Filmes]

-

Bossa-Filmes é uma produtora independente que surgiu através da parceria com a 360°GrausRecords, para a produção de vídeos dos artistas da gravadora de São Paulo, capitaneada pelo produtor DJ Caique. Apresentamos aqui “O Andarilho”, vídeo produzido em 2006 com com música de PH2 & DJ Caique [360°GrausRecords] e edição de imagens dos filmes “Baraka” de Ron Fricke e “Naqoyqatsi” de Godfrey Reggio, por Thiago Mello [Bossa-Filmes]. Postado por bossabrasileira, o nosso canal no youtube.

Maysa 1975 "Ne Me Quittes Pas"

-

Com o lançamento da biografia “Só, Numa Multidão de Amores” de Lira Neto [Editora Globo, 2007], Maysa voltou a freqüentar as páginas de jornais e revistas. Assim, sua obra essencial vive uma redescoberta, é a oportunidade para que novas gerações tenham acesso e venham a se apaixonar por sua música. Em 2009, será exibida pela TV Globo uma minissérie baseada em sua história. A pedido do biógrafo, fizemos a edição e a remasterização de som e imagem de trechos do programa Estudos, produzido por Dorival Dellias e Antônio Abujamra em 1975, para a TVE. No segmento ela canta “Ne Me Quittes Pas”, criação de Jacques Brel imortalizada justamente pela interpretação singular e emocionada de Maysa.

Este vídeo foi postado em Abril de 2007 pelo nosso canal no youtube: bossabrasileira. Desde então é nosso vídeo mais visto e comentado, com mais de 70.000 visualizações. Nosso muito obrigado a todos!

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Miltinho 1960 "O Poema do Adeus"

-

O cantor Miltinho cantando “O Poema do Adeus”, grande sucesso de Luiz Antônio, em cena do filme “O Vendedor de Lingüiças”, de G. M. Laurelli e estrelado pelo comediante Mazzaropi em 1960.

Lana Bittencourt 1960 "Além"

-

A grande Lana Bittencourt cantando “Além” de Édison Borges e Sidney de Morais, no filme “As Aventuras de Pedro Malasartes”, produção de grande sucesso estrelada e dirigida por Mazzaropi em 1960.

Ernesto Nazareth em "Blame it on the Samba"

-

“Blame it on the Samba” [ou “A Culpa é do Samba”] foi uma adaptação musical feita por Ray Gilbert para “Apanhei-te Cavaquinho”, clássico de Ernesto Nazareth, para um quadro no filme “Tempo de Melodia” [“Melody Time”], dirigido por Clyde Geronimi & Wilfred Jackson, no ano de 1948 para a Walt Disney. O filme mistura animação e personagens reais, aqui a organista Ethel Smith aparece fantasiada de baiana [háviamos postado aqui como sendo Aurora Miranda, nos desculpem o equívoco] - a cena em que ela se mistura ao desenho animado é no mínimo lisérgica - enquanto ouvimos o coro das Dinning Sisters cantando a letra criada por Gilbert. Os personagens Zé Carioca, Pato Donald e o agitado Aracuã, completam a ação. Clássico.

sábado, 9 de agosto de 2008

Brasilintime

-

Abrimos espaço aqui também para a bossa brasileira produzida atualmente com grande dedicação pelas mãos dos DJs de hip-hop, com respeito pela boa música brasileira, pesquisa histórica e grande talento. Este video é um tributo feito por brasileiros ao produtor americano Jay Dee, na desconstrução da faixa “Running”, original produzida por Jay Dee para o grupo Pharcyde. As imagens fazem parte do filme Brasilintime da Mochilla Filmes, com cenas gravadas ao vivo no SESC Pompéia em 2006, dirigidas por B+. Os músicos são: DJ Nuts, DJ Primo e o baterista Pupilo do grupo Nação Zumbi. O sampler usado é “A Saudade Vem Correndo” de Luiz Bonfá e Stan Getz, na gravação do antológico álbum “Jazz-Samba Encore” de 1962. Bossa no espaço sideral.

Mazzaropi em "As Aventuras de Pedro Malasartes"

-

Mazzaropi em cena do filme “As Aventuras de Pedro Malasartes” , dirigido por ele mesmo em 1960. A direção musical é de Hector Lagna Fietta.

Conjunto Farroupilha 1960 "Meu Cabelo" & "Maçanico"

-

O Conjunto Farroupilha cantando “Meu Cabelo” e “Maçanico”, músicas de Paixão Cortes e Barbosa Lessa, em cena do filme “As Aventuras de Pedro Malasartes”, produção dirigida e estrelada pelo comediante Mazzaropi em 1960.




Neusa Maria 1958 "Eu Sou o Tostão"

-

A cantora Neusa Maria, uma das favoritas aqui da casa, cantando Eu Sou o Tostão”, samba dos compositores Geraldo Serafim e Pedro Caetano, em cena do filmeÉ de Chuá”, de 1958, com direção de Victor Lima. Neusa Maria foi muito vista nas chanchadas musicais, dona de uma bela voz e um grande carisma, fez muito sucesso tanto no rádio, como nos discos, que sempre atingiam grande vendagem. É um prazer vê-la atuando também em imagens. No finalzinho aparecem ainda os comediantes Ankito e Grande Otelo, entre outros. Postado por nosso canal no youtube: bossabrasileira. Que vivam as chanchadas musicais, que preservaram estes momentos para sempre!

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Elizeth Cardoso 1952 "Ingratidão"

-

A divina Elizeth Cardoso canta o samba Ingratidão” de Greco, Albanir e Rutinaldo. Em cena do filme “É Fogo Na Roupa” de Watson Macedo produzido em 1952. “É Fogo na Roupa” é uma das inúmeras comédias musicais que dominaram o nosso cinema nos anos 50, também chamadas de chanchadas. Elizeth Cardoso participou de várias, em algumas até se arriscou como atriz. Aqui, ela está exuberante, em um cenário simples e bonito - reparem no tamanho do salão. Na cena ainda estão a atriz e cantora Heloísa Helena e o figuraça Ivon Curi. Detalhe interessante: quem apresenta Elizeth é Renato Côrte-Real, locutor, apresentador e irmão do produtor Roberto Côrte-Real [o “descobridor” de Maysa]. Renato empregou sua voz na Rádio Nacional e essa voz se tornaria um ícone tanto na história da radiodifusão brasileira, quanto da própria década de 1950. Postado por nosso canal no youtube: bossabrasileira.

Maysa & Rildo Hora 1975 "Último Desejo"

-

Maysa & Rildo Hora interpretam “Último Desejo”, clássico de Noel Rosa para um especial sobre o sambista na TV Globo em 1975. Imagens raras, Maysa foi grande apaixonada pela obra de Noel, porém não gravou nenhuma música do poeta da vila, este é o único registro de Maysa cantando Noel Rosa. Postado pelo nosso canal no youtube: bossabrasileira.

sábado, 2 de agosto de 2008

Brasilianas: "Meus Oito Anos"

-

Curta-metragem produzido em 1955 para a série Brasilianas, de Humberto Mauro. “Meus Oito Anos [Canto Escolar]” traz a poesia de Casimiro de Abreu, cenário musical José Mauro, arranjos do grande maestro Aldo Taranto, fotografia de José Mauro & direção Humberto Mauro.

quarta-feira, 30 de julho de 2008

Alcyr Pires Vermelho toca e fala sobre Noel Rosa

-

Trecho do documentário “De Minas a Noel”, produzido nos anos 80 e disponibilizado pelo user gomesfabio, nosso muito obrigado. São imagens do compositor Alcyr Pires Vermelho, patrimônio musical do nosso país, contando histórias sobre Noel Rosa e tocando ao piano “Feitio de Oração” [Noel Rosa, Vadico], “Com Que Roupa” [Noel Rosa] e “Laura” [Alcyr Pires Vermelho, João de Barro] seu grande sucesso. Um documento tocante.

sábado, 26 de julho de 2008

2 momentos com Zezé Gonzaga

-

Há cantoras eternas e nossa querida Zezé Gonzaga é uma delas. Voz doce, canto seguro, alma musical de primeira, cantando há muitas décadas. Deixará saudades e encantará o Céu. Voz que mesmo com o passar dos anos permaneceu bela, como vemos aqui. Acima com Zé Renato, em imagens captadas pela TV Cultura em 2006, cantando “Penugem”, uma composição de Luiz Ribeiro e Hermínio Bello de Carvalho feita especialmente para ela. Abaixo em um momento do documentário Brasileirinho, do diretor dinamarquês Mika Kaurismaki, cantando cantando “Senhorinha” com o grande Guinga, música dele e do Paulo César Pinheiro.


segunda-feira, 21 de julho de 2008

Paulinho Nogueira "Samba em Prelúdio"

-

Mais um gênio do violão... Paulinho Nogueira, dizendo que vai “tentar” tocar o “Samba em Prelúdio” de Vinicius de Moraes e Baden Powell, em imagens captadas na década de 70. Sem palavras... Obrigado ao user betto2000.

Baden Powell "Prelúdio em Lá Menor"

-

Em imagens gravadas na Polônia, possivelmente já na década de 80, Baden Powell toca seu “Prelúdio em Lá Menor” de maneira magistral. Nos resta apenas silenciar os sentidos e se deixar absorver pelas ondas sonoras do que pode ser chamado de Música do Céu...

Vinicius & Baden em Ouro Preto

-

Vinicius de Moraes no início da década de 70, em imagens registradas por uma emissora de TV francesa, na cidade de Ouro Preto. Vinicius é entrevistado pelo jornalista Pierre Kast, e em seguida canta, ao lado de Baden Powell, os afro-sambas “Canto de Ossanha” e “Yemanjá”.

Eliana Macedo 1950 "Bate o Bumbo, Sinfrônio"

-

Eliana Macedo no filme “Aviso aos Navegantes” de Watson Macedo, produção que fez muito sucesso em 1950, cantando o baião “Bate o Bumbo, Sinfrônio” de Humerto Teixeira.

Ninón Sevilla & Os Anjos do Inferno 1950 "La Mucura"

-

Cena do filme “Perdida”, produção mexicana de 1950, dirigida por Fernando A. Rivero, onde a dançarina e cantora Ninón Sevilla é acompanhada pelo conjunto brasileiro Anjos do Inferno, numa participação cheia de bossa na música “La Mucura”, em arranjos do maestro Pérez Prado.

sábado, 19 de julho de 2008

Festa no Céu para Dercy Gonçalves

-

O Céu hoje ficou mais engraçado... Nossa saudosa Dercy Gonçalves foi encontrar seus velhos e queridos amigos, que de certo prepararam uma grande festa... Mazzaropi, Oscarito, Grande Otelo, Violeta Ferraz, Zé Trindade, Zezé Macedo, Hamílton Ferreira, Roberto Duval... lista de convidados imensa. Por aqui, fica a saudade e também a lembrança da grande Dercy Gonçalves. Um beijão pra ela e muitas felicidades na nova casa. E que o nosso Brasil nunca perca a graça!

As imagens foram postadas pelo user leoladeira06, obrigado. Acima uma homenagem com diversas cenas editadas, destaque para a cena do palco. Abaixo outra cena antológica: Dercy atacando de Maysa e cantando o samba-canção “Castigo”, de Dolores Duran. A cena é do filme “Entrei de Gaiato”, direção de J. B. Tanko, de 1959.

-

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Dolores Duran 1957 "Tião"

-

Dolores Duran em cena do filme “Rico Ri à Toa” dirigido por Roberto Farias em 1957, com trilha sonora assinada pelo maestro Lyrio Panicalli. Na cena ela canta o samba “Tião”, composição dos bambas Jorge de Castro e Wilson Batista. São raras as aparições de Dolores Duran nas chanchadas musicais da época, portanto este segmento é também um registro histórico. Além de preservar a imagem em movimento dessa grande cantora e compositora, mulher à frente de seu tempo, que mesmo passando poucos anos entre nós [ela mesma não chegou aos 30...] passou como um cometa. Dolores Duran deixou um rastro de luz que brilha até hoje, nos corações daqueles que ainda conseguem sentir algo dos sentimentos humanos...