quarta-feira, 16 de julho de 2008

Sylvia Telles 1960 "Demais"

-

A canção “Demais” de Antônio Carlos Jobim e Aloysio de Oliveira, foi gravada pela primeira vez por Silvia Telles em 1959, no disco “Amor de Gente Moça” lançado pela gravadora Odeon. Fez parte também do filme “Assassinato em Copacaba” de Eurides Ramos, de 1960 - é esta a cena que selecionamos aqui. A música, no entanto, ficaria sempre associada à cantora Maysa, quem de fato a lançou nos palcos, mas que só veio a gravá-la em 1964. A letra indica claramente para quem a canção foi composta: “Todos acham que eu falo demais... E que ando bebendo demais...” Maysa era amiga íntima de Jobim e do casal Silvinha-Aloysio, o que pode sustentar a hipótese. Mas outra “sombra de dúvida” paira sobre “Demais”: ao ouvirmos a música “The End Of The Love Affair”, clássico do jazz norte-americano composto de E. Redding, na gravação original da grande Billie Holiday de Junho de 1958, percebemos que a letra e a melodia, são no mínimo “primas”: “So I walk a little too fast and I drive a little too fast... ...So I talk a little too much and I laugh a little too much...” Tradução literal: “Então eu ando um tanto rápido demais e dirijo também rápido demais…” ... “Então eu falo um pouco demais e meu riso é um pouco demais...”

Levando em consideração a data de lançamento das duas canções, fica difícil de acreditar em coincidência. Vale lembrar que versões, creditadas ou não, para músicas estrangeiras era hábito comum naqueles tempos. Para botar mais lenha nessa fogueira, a própria Maysa registrou “The End of the Love Affair”, em seu disco gravado nos Estados Unidos em 1961: “Maysa Sings Before Dawn” para a mesma Columbia que havia lançado o LP da Billie Holiday, com a gravação original. A hipótese é válida, e as duas músicas são belíssimas. Falar em plágio seria exagero, mas que o Mr. Jobim e o Mr. Aloysio não eram nada bobos, isso agente já sabe...

Fiquem com a grande Silvinha, cantando “Demais”, em cena dirigida por J. B. Tanko, com destaque para os figurinos futuristas, em especial o da cantora, e a câmera segura de quem sabia o que estava fazendo.

Atendendo a pedidos, também incluímos “The End Of The Love Affair” na versão original com Billie Holiday, em uma foto-montagem, com imagens belíssimas da cantora. Nosso muito obrigado aos users que postaram estes videos.

-


2 comentários:

Edson Mendes disse...

Caro Thiago,

Esta cena é do filme " Assassinato em Copacabana", dirigido por Eurides Ramos em 1960.
Neste filme há outra cena em que Sylvinha participa, porém apenas com a voz, uma vez que era dublada pela estrela do filme, a hoje pouco lembrada Maria Petar.

thiago mello disse...

Muito obrigado pela correção Edson e também pela informação adicional. Um grande abraço.